Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
Adamantina
Símbolos do Município

O Brasão das Armas de Adamantina, de autoria do heraldista Profº. Arcinóe Antonio Peixoto de faria, é descrita nos seguintes termos heráldicos:

"Escudo samnítico encimado pela coroa mural de oito torres, de argente, em campo argente, posta em abismo, uma cruz flordelizada de góles e vazia de argente e acantonadas quatro achas de sable. Como suporte, à dextra, um galho de café frutificado no natural e à sinistra um ramo de amendoim, estrecruzado em ponta, sobre os quais se sobrepões um listel de góles, contendo em letras argentinas o topônimo "ADAMANTINA", ladeado pelos milésimos "1939" e "1948".

O Brasão, descrito neste artigo em termos prórpios de heraldica, tem a seguinte representação simbólica:

A - O escudo samnítico, usando para representar o Brasão de Armas de Adamantina, foi o primeiro estilo de esculo introduzido em Portugal por influência francesa, herdado pela heráldica brasileira como evocativo da raça colonizadora e principal formadora da nossa nacionalidade.

B - A corôa mural qua sobrepões é o símbolo universal dos brasões de domínio que, sendo de argente (prata) de oito torres, das quais apenas cinco são visíveis em perspectiva no desenho, classificada a cidade representada na segunda Grandeza, ous seja, sede de Comarca.

C - Em abismo, centro ou coração do escudo a cruz flordelizada de góles (vermelho) e vazia de argente (prata) tem duplo significado - a cruz simbolizando o espírito cristão do povo de Adamantina e a flor-de-lis lembrando a formosura e a nobreza da mulher cujo nome adveio o topónimo adotado para a cidade; a cor góles é símbolo de amor-pátrio, dedicação , fertilidade, audácia, intrepidêz, coragem valentia - o metal argente (prata) é símbolo de paz, amizade, trabalho, prosperidade, pureza, religiosidade.

D - As achas de sable (preto) acanteadas no escudo, representam no Brasão a epoéia do desbravamento das matas, ainda no início do ciclo de colonização; a cor sable (preto) é o símbolo de austeridade, prudência, sabedoria, moderação, firmeza de caráter.

E - Nos ornamentos exteriores, o café e o amendoim, representam os principais produtos oriundos da terra dadivosa e fértil, esteios da economia municipal.

F - No listel de góles (vermelho, em letras argentinas (prateadas), inscreve-se o topônio "ADAMANTINA", ladeado pelos milésimos "1939" de sua fundação e "1948" de sua emancipação política.

  

 

A Bandeira Municipal de Adamantina, de autoria de heraldista Proº. Arcinóe Antonio Peixoto de Garia, da Enciclopédia Heráldica Municipalista será esquartelada em faixa, sendo os quartéis vermelhos contituídos por três faixas brancas carregadas de sobre faixas pretas, dispostas no sentido horizontal,que partem de um triângulo branco - firmado na trabalha, onde o Brasão Municipal é aplicado.

De conformidade com a heráldica portuguesa, da qual herdamos os cânones e regras, as bandeiras municipais podem ser oitavadas, sextavadas, esquarteladas em sautor, em cruz ou em faixa e ainda terciadas, tendo por cores as mesmas contantes do campo do escudo e estentando ao centro ou na trabalha uma figura geométrica onde o Brasão Muncipal é aplicado.

A Bandeira Muncipal de Admantina obedece essa regra geral, sendo esquarteladaem faixa, simbolizando icnográficamente a cidade planejada, segundo o critério adotado pela CAIC - Companhia de Agricultura, Imigração e Colonização de dividir a gleba em propriedades com área média de 16 alqueires, todas servidas de água e estradas.

O triângulo branco, firmado na trabalha, representa a própria cidade-sede do Município e é símbolo heráldico da liberdade, igualdade e fraternidade; cor branca é símbolo da paz, amizade, trabalho, prosperidade, pureza religiosidade; o Brasão contido nessa figura geométrica representa o Governo Municipal. As faixas que partem do triângulo, brancas e carregadas do sobre-faixas pretas simbolizam a irradiação do Poder Municipal que expande a todos os quadrantes de seu território; a cor preta é símbolo da auteridade, prudência, sabedoria, moderação, firmesa de caráter. Os quartéis vermelhos assim construídos, representam as propriedades rurais existentes no território Municipal; a cor vermelha é símbolo da fertilidade, dedicação, amor-pátrio, audácia, intrepidez, coragem, valentia.

                               

Reportar erro